20/09/2020

Nós e os Venturas cá da casa

Convém não esquecer que o Ventura só não esteve ainda nas ilhas por causa do fecho das fronteiras em março e segundo o próprio já cá tem tentáculos, como encontra por cá uma tropa autointitulada democrática completamente alienada e reprodutora da conversa do marxismo cultural e, na sequência, de muito destas barbaridades da dita nova direita judaico-cristã. Sobre estes, como diria Meera Nanda, escritora e historiadora indiana, apanhada de um texto de Jandira de Barros, o que há a dizer é que "uma coisa é aceitar um relativismo cultural que respeita a variedade da cultura humana; outra, inteiramente diferente, é dotar um relativismo que transforma esses valores culturais variados no único ou principal padrão de verdade, de modo que a verdade passa a ser simplesmente o que se ajusta a um dado sistema de crenças, ao invés de aquilo que descreve fielmente o mundo que existe independentemente de nossas crenças".    

[Foto: Filipe Dana, 2019]