10/06/2020

Nós e os símbolos nacionais

Lembro-me da fala de Filinto Silva num evento sobre o racismo em Lisboa, sobre o cúmulo da bazofulândia crioula, na altura do lançamento da obra "Formação e Extinção de uma Sociedade Escravocrata (1460 - 1878)" de António Carreira, nos anos de 1970, em que uma certa elite viu seu status confirmado pela presença do seu apelido na lista das famílias proprietárias de escravos, anexada no livro. 

Enquanto isso, em Londres, o governo da cidade inicia uma reavaliação do património que faz referência a escravocratas. 

[Foto: Robert Frank, 1955]