17/05/2017

Rap, coerência e discurso político

Numa época em que no processo de afirmação juvenil e social muitos rappers e MC's são "obrigados" a higienizarem-se, ou seja, transformarem-se em artistas, como que se o rapper não é ele próprio um artista (que na prática significa estar com uma banda, simulando uma espécie de indigenização do rap, que na verdade não o é, fenômeno este que deve ser pensado apenas inserido numa lógica de luta simbólica entre uma suposta arte legítima e arte ilegítima também rotulada de música papel higiênico), a semana abre com a colocação nas ruas de duas boas obras do rap tal e qual como o gosto de ouvir.

Guerra Santa de Ex-Pavi e D12A5 de S.O.S.

Vídeo oficial de Deuses & Homens aqui.

Vídeo oficial de D12A5 aqui.

[Na imagem Guerra Santa de Ex-Pavi, 2017]