09/02/2017

A ideia do Cabo Verde Global e o discurso dos novos compromissos

Isto de afirmar que a nação é global, ou seja, que ultrapassa em muito as fronteiras físicas e a população residente no país, para se projetar através da nossa diáspora na Europa, nas Américas, em África e em todo o mundo é deveras algo muito giro de estar estampado num Programa do Governo, mas é quando surge situações do tipo é que se terá a oportunidade de se provar na prática o tal compromisso do Estado em assumir as comunidades cabo-verdianas emigradas como uma das suas mais altas prioridades. 

[Na imagem parte do bairro de Santa Filomena, Amadora, 2012. Foto RWL]