20/01/2017

Da política do esquecimento e da balcanização das coisas

Num dia como hoje, este post de 2014 parece atual. Do mesmo modo, a reprodução colonial da sociedade do morgadio e da capela, espelhada na necessidade costumeira de paternalização de alguns acontecimentos nacionais, bem como na tentativa constante da prática de uma política do esquecimento e da balcanização das coisas, inclusive no seio dos jovens.

...e um post lembrança para reflexão.

[Na imagem The field next to the other road by Jean-Michel Basquiat, 1981]