16/03/2016

Identidade e diferença

Por aquilo que vou lento e ouvindo a respeito do momento eleitoral que ora se atravessa, é coisa para dizer que a imbecilidade, momentaneamente (ou a confirmação de uma continuidade que só o pós-domingo próximo dirá), tomou conta desta nação dita global. 

O conceito identidade partidária (algo, que eu saiba, não trabalhado por estas bandas) poderia ser uma variável importante no entendimento do posicionamento de determinadas figuras no período eleitoral. Entretanto, penso que tal conceito seria ineficaz na explicação dos comportamentos Two-Faces, algo que vou aqui e ali descobrindo através desta coisa tramada que responde pelo nome de redes sociais. Uns quiçá pela defesa de cargos (ou de seus próximos), outros quiçá por um desejo de aceder a cargos (ou de seus próximos). Nada contra, que cada um é livre de escolher e fazer o que bem entender, desde que fique por essa escolha e evite desqualificar o outro. Quanto a isto, nada mais eficaz de que ler a dinâmica desse nosso espaço social global relacionando os conceitos identidade e diferença. Afinal, somos uma sociedade de plantações.

O melhor, aproveitando que nos aproximamos de Abril, mês do rock, pelo menos na Praia, é relembrar "Minimu na Panela" de Sana Pepper, o homenageado do Grito Rock Praia 2016 (noticiado pelo Feedback). Este sim, uma figura autêntica...

Adenda: na maneira como eu vejo as coisas, isto de seguir a líder (a pessoa) é meio caminho acelerado para o totalitarismo. Ainda mais quando a pessoa identificada como líder apresenta tiques ditatoriais.  

[Na imagem Two-Faces, Batman Arkham Knight (PS4), 2015]