24/09/2015

Representar Zona Ponta, Praia, Cabo Verde

Publicado no Brasil, na obra colectiva sobre expressões artísticas urbanas organizado por Lígia Ferro, Otávio Raposo e Renata de Sá Gonçalves, o artigo Lógicas de desafiar a mudança nas "periferias" do espaço urbano em (i)mobilização: representar Zona Ponta, Praia, Cabo Verde, na sequência da minha participação no V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, em Vila Real, Portugal, em 2013, onde apresentei uma comunicação intitulada Rap Kriol(u) e a pesquisa etnogáfica: lógicas de desafiar a mudança no espaço urbano em (i)mobilização. A partir das narrativas de Pex e Hélio Batalha, rappers de Ponta D'Água, pretendi, por um lado, analisar a emergência de um movimento contestatário na cidade da Praia e, por outro, através dà pesquisa etnográfica, alargar o marco compreensivo das realidades subalternas ignoradas nas ciências sociais cabo-verdianas e no sistema político instituído.

Descrição do livro aqui

[Na imagem capa da obra colectiva]