13/09/2015

Da desorientação política ou uma forma subtil de reconhecer o fracasso político

Diz o Primeiro-Ministro, Doutor Honoris Causa, que "em Cabo Verde [..] tudo é partidarizado e estatizado, o que condiciona sobremaneira o desempenho individual e da administração pública e as relações entre o Estado, a sociedade civil e os cidadãos". Obviamente já existe um conjunto de trabalhos nas áreas da sociologia, ciência política e relações internacionais a denunciar esta situação, mas que por ter sido realizado por pesquisadores nacionais fora dos expedientes partidários e institucionais, não tem sido levado em conta. Contudo, quando se ouve os desabafos tardios do Primeiro-Ministro, complementados pelo novel discurso da Presidente do PAICV, o que fica é que a tão premiada boa governação foi na realidade uma má governação mais ou menos bem cosmetizada. 
        
[Na imagem Dhaslim by Oakoak, 2014]