05/06/2015

'Salvemos a Praia'

Em 2006, um grupo de cidadãos criaram um movimento de contestação a partir de uma petição intitulada 'Salvemos o ilhéu de Santa Maria', abraçado por arquitectos e professores universitários, contra a construção do projecto dado à estampa hoje no A Voz. Foi a primeira petição entregue na Assembleia Nacional desde que o decreto-lei 3/2003 instituiu que as petições sejam assinadas por pelo menos 300 pessoas para terem efeito legal. Na altura, a acção do grupo acabou por travar o negócio, retomado agora, acreditando neste semanário, em forma de uma ilha artificial, autêntica aberração, ainda mais porque o ilhéu funcionaria como uma espécie de Estado de Excepção, onde o Estado de Cabo Verde não teria qualquer domínio legal. Isto depois do bloqueio feito a um outro projecto, o da marina da Praia, mais integrador e sustentável, não obstante a assinatura do memorando de entendimento. Bloqueio este com o conluio da municipalidade local. O certo é que a corrupção anda solta na democracia tida como modelo em África e arredores e urge movimentos de cidadania fora dos formatos "elevadores sociais" ou "ejaculações sociais precoces"...

[Na imagem primeira página do A Voz de hoje]