13/02/2015

Da violência do Estado no espaço público

Curiosamente, três dias antes do caso Kova M conversava com Kromo e Fredy, na cantina da FCSH-UNL, nos bastidores do XII Conlab, sobre a violência policial contra os negros nos EUA e Europa, Portugal incluído, e sobre o facto de não se falar muito publicamente da brutalidade policial em Cabo Verde (que nas percepçções de LBC e Hezbo MC é fisicamente ainda pior do que em Portugal)... e cinco dias antes, com Mamadou Ba e LBC, algures pelas bandas do Intendente, a preocupação centrava-se na violência do Estado no espaço público, mais precisamente nos casos do cerco aos bairros "etnizados" e violência policial racista nas periferias de Lisboa. Ferguson e Kova M são situações locais que espelham um problema global. Por estas bandas, já é momento de começarmos a reflectir em conjunto e de forma despartidarizada a questão da violência do Estado no espaço público, em que a brutalidade policial é apenas uma de suas várias dimensões.

[Na imagem cartaz do debate comunitário na Kova M]